DestaquePolícia

Após “gravidez em banheira em hotel de luxo no Rio ”,mulher alega ter sofrido estupro Banca de Noticias RJ

O advogado que revelou o caso de um cliente revoltado com um hotel de luxo no Rio de Janeiro voltou às redes sociais para dar mais explicações sobre o imbróglio. A mulher dele teria engravidado e acusado o hotel de não ter limpado a banheira de hidromassagem de um dos quartos.

Depois de conversar separadamente com marido e mulher, Iuryca.2020, como se identifica o advogado no TikTok, contou que a esposa revelou outra faceta do episódio. Segundo ela, a banheira não seria a “responsável” por sua gravidez, e sim um estupro.

Ela estava saindo de um lugar. Estava na rua, quando foi pegar o carro dela, foi arrastada e estuprada. A banheira seria menos doloroso pro marido do que um estupro”, relatou o responsável pelo caso. A mulher não teria registrado boletim de ocorrência.

Agora, conforme o advogado, a mulher pretende realizar um aborto. Ao informar o marido dela sobre o suposto estupro, o tiktoker afirma que ele chorou e se indignou com a situação.

Entenda

Um homem esteve prestes a processar um hotel de luxo no Rio de Janeiro depois que sua esposa engravidou “sozinha” em uma banheira de hidromassagem. A história do marido revoltado viralizou nas redes sociais, nesta segunda-feira (21/2).

De acordo com um vídeo publicado por um advogado no TikTok, o homem viajou por seis meses pela Europa. Ao retornar para o Brasil, deparou-se com a esposa grávida.

Ele teria ficado revoltado com a situação, mas a mulher teria explicado que, como era frequentadora do hotel, engravidou “sozinha” na banheira, que não estava “esterilizada”. “A única coisa que fiz diferente [enquanto o homem estava fora] foi que fiquei no Rio com minha irmã num hotel e realmente entrei inúmeras vezes na hidromassagem. Então, a única chance de eu estar grávida, é eles não terem limpado a banheira”, alegou a esposa.  Metrópoles

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo