Política

Câmara do Rio publica regras sobre vistorias feitas por vereadores em unidades públicas BNRJ

Na terça-feira (23), o vereador Gabriel Monteiro (PSD) fez uma vistoria no Hospital Salgado Filho, no Méier, Zona Norte da cidade – a ação acabou em tumulto. Presidente da Câmara publica normas de vistorias feitas por vereadores
O presidente da Câmara Municipal do Rio, Carlos Caiado (DEM), publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (24) um esclarecimento sobre visita oficial sobre vistoria em lugares públicos.
Entre as determinações, fica estabelecido que, para ter acesso aos documentos, o vereador precisa fazer um pedido por meio de ofício com antecedência de 24 horas.
As regras também determinam que o poder de fiscalização dos vereadores não permite o ingresso a instalações privativas de servidores e autoridades em unidades públicas – salas, mesas ou gabinetes em que exerçam suas funções e que contenham seus respectivos instrumentos de trabalho e objetos pessoais.
Na terça-feira (23), o vereador Gabriel Monteiro (PSD) fez uma vistoria no Hospital Salgado Filho, no Méier, Zona Norte da cidade – houve confusão.
“Ele tentou pôr a mão no ponto dos funcionários, inclusive com funcionários que estavam lá. É um negócio muito chato, entendeu? O que tenta fazer é um espetáculo. Ele leva a balbúrdia e a desordem. É o que ele consegue fazer”, disse um funcionário do hospital.
A Prefeitura do Rio informou que uma funcionária foi hostilizada durante a vistoria.
O RJ1 entrou em contato com o vereador Gabriel Monteiro, pedindo um posicionamento. Até a publicação desta reportagem, ele ainda não havia respondido.
Na próxima terça-feira (30), a Comissão de Ética da Câmara Municipal vai se reunir para tratar das denúncias recebidas sobre as ações do vereador.
Vídeos mais vistos no Rio nos últimos 7 dias.    Informações Correio Carioca.

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo