Home Destaque Covid: Rio de Janeiro terá isolamento de 7 dias a infectados BNRJ

Covid: Rio de Janeiro terá isolamento de 7 dias a infectados BNRJ

4 Primeira leitura
0
0
5

 O aumento de casos de Covid-19 e a introdução da variante Ômicron no município do Rio de Janeiro fez com que o secretário de saúde da capital, Daniel Soranz, editasse um documento com novas orientações para infectados.

Na resolução, ao qual o Metrópoles teve acesso, a Secretaria municipal de Saúde define que os casos confirmados de Covid-19 devem ser orientados a realizar isolamento domiciliar pelo período mínimo de sete dias. O fim do isolamento domiciliar só deve ser declarado após o paciente estar obrigatoriamente assintomático.

Os novos centros de testagem serão abertos na zona sul, na zona oeste e dois na zona norte. Entre os que já estão em funcionamento está o que foi montado no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca.

“Nós dobramos a capacidade de testagem na cidade no fim do ano passado. Temos seis polos abertos e vamos abrir mais quatro nos próximos dias. Para isso, vamos convocar mais 850 técnicos de enfermagem. A demanda é grande, mas estamos preparados. Nossa expectativa é que cada polo tenha capacidade de testar pelo menos 300 pacientes por dia“, explica o secretário.

A comprovação só pode ser confirmada por testes RT-PCR ou teste de antígeno. Para isso, a SMS vai abrir mais quatro polos de exames na cidade, totalizando 10 espaços. A expectativa é atender 300 pacientes por dia.

Pacientes assintomáticos

A resolução também aborda nova orientações para os pacientes de Covid assintomáticos. Segundo o documento, os infectados também devem fazer o isolamento, mesmo que por um período menor (de cinco dias), a ser definido pelo médico que acompanha o paciente.

No entanto, o paciente deve se comprometer a usar rigorosamente as máscaras faciais pelos sete dias. A resolução também define que todos que tiveram contato com pacientes positivados são considerados casos suspeitos. As pessoas devem ser testadas imediatamente, além de orientadas ao uso obrigatório de máscaras.

Também é muito importante reforçar que as pessoas busquem a vacina, completem seus esquemas vacinais e não percam a data para receber a dose de reforço. Isso é o que garante a baixa gravidade dos casos e a possibilidade de não internação do paciente”, afirma o secretário.

“Neste momento, não temos um aumento de internações, temos menos de 30 internados“, completa.

Informações do Metrópoles DF

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por MARCOS Vieira
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Armados com fuzis, traficantes festejam invasão em favela do Rio BNRJ

 Uma divergência interna no Comando Vermelho, uma das principais facções do Rio de Janeiro…