Polícia

Dupla é presa após morte de taxista de 61 anos. degolado na BR-101, em Quissamã, BNRJ

Policiais do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM) em Macaé (RJ) prenderam dois homens suspeitos de matar um homem nesta terça-feira (5), na BR-101, em Quissamã, no Norte Fluminense. A vítima foi encontrada degolada ao lado de um táxi parado no acostamento da rodovia no início da tarde desta terça.

De acordo com a Polícia Militar, os homens foram abordados ao saírem de uma mata às margens da estrada, próximo trevo do Andorinhas, por volta das 18h30, e confessaram o crime.

A vítima foi identificada como Jorge Maxi da Silva, de 61 anos.

Vítima foi identificada como Jorge Maxi da Silva, de 61 anos. — Foto: Reprodução/Redes sociais
Vítima foi identificada como Jorge Maxi da Silva, de 61 anos. — Foto: Reprodução/Redes sociais

Para os agentes, os suspeitos alegaram ter embarcado no táxi na rodoviária de Macaé com destino à cidade de Campos, onde seguiriam em um ônibus para a Bahia. Durante o deslocamento, entretanto, eles anunciaram o roubo quando Jorge reagiu entrando em luta corporal com ambos e foi golpeado por uma faca. O objeto utilizado no crime foi encontrado no interior do carro.

O corpo de Jorge Maxi foi encontrado por agentes da Arteris Fluminense quando faziam uma inspeção de tráfego na rodovia.

Após cometer o crime, a dupla se embrenhou na mata e permaneceu escondida o dia todo. Mas resolveram sair do local com a chegada da noite, momento em que foram abordados por agentes que fazia buscas na região.

Jorge Maxi morava e trabalhava em Macaé. O corpo do taxista foi reconhecido pela família e segue no IML de Macaé.

O idoso deve ser velado e sepultado nesta quarta-feira (6). Fonte  RLagos

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo