Home Polícia Família acusa PM por morte de lutador em bar no Patronato em São Gonçalo RJ BNRJ

Família acusa PM por morte de lutador em bar no Patronato em São Gonçalo RJ BNRJ

4 Primeira leitura
0
0
41

Um lutador de 19 anos foi assassinado no Morro da Jaqueira, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, nessa terça-feira (28/12). Vitor Reis de Amorim estava em um bar com um grupo de amigos, quando foi atingido por um dos tiros ao tentar se proteger.

O jovem era lutador de boxe e Muai Thay e participava de competições. Inclusive, tinha um combate marcado para esta quinta-feira (30/12), em Saquarema, na Região dos Lagos. De acordo com a família, policiais militares atiraram contra Vitor Reis.

Em entrevista à TV Globo, Vanelci Ferreira afirmou que os policiais atiraram pelas costas do seu filho e que não houve confronto no bar.

“Não teve troca de tiros de tiros nenhuma. Eles chegaram e deram o tiro. O policial preparado não faz o que ele fez. Atirar pelas costas. Matar uma criança, 19 anos, pra mim é uma criança. Pelas costas, é despreparado. Se ele rendesse o meu filho, meu filho não estava morto”, disse.

O pai ainda contou que os PMs discutiram com sua esposa e a agrediram. Segundo Valneci, Vitor chegou morto ao Hospital de Pronto-Socorro de São Gonçalo.

 

Nunca perdeu uma luta, mas perdeu a vida para a polícia. Eu queria saber se esses policiais têm filho. Agora o ano novo aí. Meu filho cheio de sonhos”.

PM dá outra versão

Questionada pelo Metrópoles, a Polícia Militar contradiz a versão da família e afirmou que uma equipe do 7ºBPM (São Gonçalo) relatou ter sido atacada a tiros por um grupo de homens armados quando estava em patrulhamento pela Rua Mendes Ribeiro, no bairro Patronato.

Houve confronto. Um indivíduo ficou ferido e foi socorrido ao Pronto Socorro de São Gonçalo, porém não resistiu. Uma pistola, munições e um rádio comunicador foram apreendidos no local da ocorrência. Os demais envolvidos fugiram”, diz parte da nota.

O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), depois que foi registrado na 73ª DP (São Gonçalo). A Corregedoria da Polícia Militar está atuando no caso.   Informações do Metrópoles DF

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por MARCOS Vieira
Carregar mais por Polícia

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Armados com fuzis, traficantes festejam invasão em favela do Rio BNRJ

 Uma divergência interna no Comando Vermelho, uma das principais facções do Rio de Janeiro…