Política

Mais de R$ 2,9 milhões para fortalecer autonomia universitária da UEZO BNRJ

Em mais uma ação em defesa da autonomia da Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (UEZO), o deputado Coronel Jairo (SDD) apresentou emenda ao orçamento estadual de 2022 para destinação de R$ 2.901.837,00. O objetivo é assegurar investimentos em gestão e Infraestrutura da UEZO.

Coronel Jairo vem trabalhando na Assembleia Legislativa do Rio para que outros deputados votem contra a incorporação da UEZO à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), cuja proposta foi enviada pelo governo estadual e está em análise na Alerj.

Autor do projeto de lei que resultou na criação da UEZO em 2005, Coronel Jairo destaca a importância de manter a autonomia e em funcionamento na zona oeste as instalações, justamente por ser a região com maior deficiência de equipamentos de educação no estado. 

“A presença da UEZO em Campo Grande é fundamental para reduzir desigualdades. Sempre vou destinar recursos e estou na luta para evitar a incorporação pela UERJ. A população da zona oeste merece e pode ter uma universidade pública com estrutura e qualidade, o governo estadual precisa ter sensibilidade e competência para atender ao clamor do povo e também dos estudantes da própria UEZO”, afirmou o deputado Coronel Jairo, que destinou o valor total em emenda a que tinha direito em benefício da UEZO.

Nesta terça-feira (16/11), foi realizada audiência pública por videoconferência, na Alerj, para debater o projeto de lei 5071/2021, do Poder Executivo. Há emendas, e uma segunda audiência pública ainda terá de ser realizada para tratar a questão. 

A falta de servidores efetivos e de um plano de cargos e salários estão entre os problemas da instituição situada no bairro de Campo Grande, zona oeste do Rio. “Falta competência ao governo. Há recursos oriundos da venda da Cedae e do aumento de receitas de royalties e participações especiais, por exemplo. O Estado poderia ter adquirido uma sede própria para a Uezo e ter feito o plano de cargos e salários. Por melhor que seja o projeto de lei, são 70 deputados com muitas visões diferentes, não será como o idealizado. Quero que a UEZO continue a existir”, disse o deputado Luiz Paulo (Cidadania).

Na audiência pública que foi realizada no mês de setembro, representando o Diretório Central de Estudantes (DCE) da UEZO, Yuri Borges declarou que os alunos são contrários à incorporação. “Podem contar comigo, faço o que estiver ao meu alcance para salvar a UEZO”, concluiu Coronel Jairo.

Crédito da imagem: Divulgação/Alerj

Deputado Coronel Jairo defende o fortalecimento e autonomia universitária da UEZO 

Juliana Oliveira 

Assessoria de imprensa 
(21) 99823-8672

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo