Política

Projeto de lei proíbe suspensão de energia em abrigos e casas de recolhimento do RJ

Objetivo da proposta é garantir prioridade de atendimento nos casos de falta de luz, água e gás, permitindo a realização de tratamentos médicos em instituições de longa permanência

O deputado estadual Rosenverg Reis (MDB) apresentou um projeto de lei na Alerj que proíbe a suspensão do fornecimento de serviços essenciais de água, energia elétrica e gás em instituições de longa permanência para idosos, abrigos de crianças e adolescentes e centros de recuperação de dependentes químicos no Estado do Rio de Janeiro. Desde o ano passado, principalmente após as fortes chuvas, diversos municípios fluminenses têm sofrido com a falta de energia elétrica, causando enormes prejuízos à população. Em alguns casos, como na Ilha do Governador, a suspensão chegou a durar cinco dias.

¨Essa proposta é sobre preservar a vida de pessoas que, muitas vezes, dependem desses serviços para realizarem tratamentos médicos. Em algumas cidades, as concessionárias estão levando mais de 48 horas para restabelecer a energia elétrica. Precisamos garantir que essas instituições tenham atenção especial nas ocorrências de manutenção e que as concessionárias sejam multadas se não atenderem a essa prioridade¨, ressaltou o deputado.

Segundo o projeto de lei 2379/2023, em caso de interrupção acidental do fornecimento dos serviços, a concessionária ficará obrigada a priorizar o atendimento das ocorrências nos circuitos onde estejam situadas as instituições. E, no caso de desligamento programado do fornecimento, deverá comunicá-las, por escrito, com antecedência mínima de 72 horas. As concessionárias que descumprirem tais obrigações estarão sujeitas às sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor e, em caso de reincidência, a multa aplicada será sucessivamente dobrada.

A proposta estabelece ainda que as instituições deverão comprovar junto à concessionária, por meio de laudo médico, a existência de pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida, ou que estão em tratamento médico, terapêutico e fisioterapêutico, que necessitam do uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, demandem o consumo dos serviços essenciais.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo