Home Destaque Renan Calheiros diz que Bolsonaro é ‘humano desprezível’ após recusa de ajuda à Bahia BNRJ

Renan Calheiros diz que Bolsonaro é ‘humano desprezível’ após recusa de ajuda à Bahia BNRJ

3 Primeira leitura
0
0
10

Após Jair Bolsonaro (PL) negar ajuda humanitária da Argentina à Bahia, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) disse que o presidente é um “ser humano desprezível”. Renan foi relator da CPI da Covid, que investigou ações e omissões do governo federal durante a pandemia e apresentou relatório que denuncia Bolsonaro por supostos crimes contra a humanidade, prevaricação e charlatanismo.
 

“Bolsonaro é um presidente medíocre, um político deplorável e um ser humano desprezível”, escreveu Renan nas redes sociais.
 

Ele diz ainda que o presidente “desdenhou” das quase 620 mil pessoas mortas por Covid-19 no Brasil e que agora “vagabundeia” de jet ski enquanto chuvas fortes castigam o centro-sul da Bahia.
 

Bolsonaro está de folga em Santa Catarina desde 27 de dezembro. Nos últimos dias, ele vem sofrendo críticas por permanecer no estado mesmo após as enchentes na Bahia, que deixaram mais de 37.324 pessoas desabrigadas e 53.934 desalojadas, segundo informações da Sudec (Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia).
 

Por dois dias, o presidente fez passeios de moto aquática e publicou imagens nas redes sociais. Num deles, ele está com a esposa e a filha na garupa, e cercado de apoiadores. Em vídeo, ele afirmou esperar “não ter que voltar antes” do fim da folga para acompanhar as enchentes na Bahia.
 

Na quarta, o presidente recusou a ajuda humanitária oferecida pela Argentina às vítimas das chuvas na Bahia.
 

As chuvas que atingem a Bahia desde o início do mês já deixaram 24 pessoas mortas e 434 feridas. A previsão do tempo é de mais chuvas na região para os próximos dias.  Bahia Noticias

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por MARCOS Vieira
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Armados com fuzis, traficantes festejam invasão em favela do Rio BNRJ

 Uma divergência interna no Comando Vermelho, uma das principais facções do Rio de Janeiro…