DestaqueSaúde

Segundo PM morre com suspeita de febre maculosa durante curso no Rio BNRJ

Mais um policial militar morreu com suspeita de febre maculosa, doença transmitida pelo carrapato, em curso durante o 7º Curso de Operações de Polícia de Choque. A morte do cabo Mario César Coutinho do Amaral, que estava lotado há nove anos no Batalhão de Choque e era instrutor no Curso de Operações de Polícia de Choque, foi informada na rede social do batalhão neste domingo (24/10). É o segundo PM do curso a morrer com suspeita da doença.

Nesse sábado (23/10), a Secretaria da Polícia Militar confirmou a morte de um sargento por suspeita da doença e informou que outros casos estavam sendo monitorados.

Veja nota da PM:

A Secretaria de Estado de Polícia Militar lamenta a morte do cabo Mario César Coutinho, ocorrida neste domingo (24/10).

O policial estava na corporação há nove anos e no Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) há quatro, onde era instrutor.

A causa da morte ainda está sendo apurada.Ainda não há informações sobre o sepultamento”.

Nas redes sociais amigos do policial militar lamentável. “Mais um amigo do BPCHQ se foi hoje com febre maculosa Cb Amaral estava internado há quatro dias”, escreveu um internauta.

Após o caso, a instrução foi suspensa, como foi publicado no Boletim Interno da corporação na edição de quinta-feira (21/10) por ordem do secretário Luiz Henrique Marinho Pires, em documento ao qual o Metrópoles teve acesso.

Um dos principais responsáveis pela transmissão da febre maculosa é o carrapato-estrela, que através de uma picada repassa a bactéria chamada Rickettsia rickettsii. Entre os sintomas estão febre alta e dor de cabeça.

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
Botão Voltar ao topo